Projeto Social

 Modelo Educacional

 O Que Fazemos

 O Programa de Aprendizagem

 Estrutura

 Topo



Modelo Educacional

Para formar cidadãos socialmente produtivos devemos somar uma educação capaz de proporcionar condições de desenvolvimento do jovem e transformar seu potencial em competências e habilidades a fim de atuar no mercado de trabalho. Isso é possível com a vivência de educadores, atuantes no segmento de formação profissional e de profissionais da área de treinamento corporativo. Assim, chega-se a resultados responsáveis por contribuir para ampliação da capacidade de educar para a vida.
Quando desejamos ver um jovem aprendendo uma profissão, ou alguma técnica capaz de permitir sua inserção no mercado de trabalho, devemos promover o desenvolvimento de competências (mobilização de um conjunto de recursos cognitivos, afetivos e psicomotores) e habilidades (saber aplicar a competência com eficiência e eficácia). Para isso é preciso levar em conta alguns aspectos, como por exemplo: verificar se os fatos ensinados e aprendidos são necessários para a colocação dos aprendizes no mercado de trabalho; especificar de forma clara os resultados a se alcançar; selecionar e organizar experiências de aprendizagem; avaliar o desempenho dos aprendizes de acordo com os resultados esperados.
Não se pode esquecer o fato de serem jovens oriundos de áreas de vulnerabilidade social e necessitados de apoio, orientação e formação para reduzir os riscos sociais de sua família. Portanto, daremos grande ênfase às questões postural e comportamental, com destaque para a responsabilidade, trabalho em equipe, colaboração, organização, pró-atividade, bom relacionamento interpessoal, adaptabilidade, dentre outras.
Não temos dúvida sobre o desenvolvimento de competências precisar ser estruturado em programas com prioridade no "fazer", estruturados em "estudos de caso" e em dinâmicas comportamentais para auxiliar os aprendizes a romper com o modelo mental de relacionamento familiar e assim passar ao modelo de relacionamento profissional.
Assim sendo, usaremos várias estratégias pedagógicas, tais como:

- Construtivismo: A ideia mais importante da teoria de Jean Piaget é a aprendizagem não ser um processo passivo. Construímos ativamente nossos conhecimentos em nossas interações com pessoas e objetos, de acordo com nossas possibilidades e interesses. Entendemos ser preciso buscar meios de despertar o interesse dos aprendizes e dar a eles um papel mais ativo. Portanto, abusaremos do uso de pesquisa, principalmente, por meio da internet, com auxilio de notebooks, com conexão wi-fi, que serão distribuídos aos aprendizes.

- PBL - Problem Based Learning: Estratégia baseada na observação da realidade, reflexão e ação. Essa metodologia é fundamental para o jovem ser mais competente, bem-aceito e reconhecido.

Todavia, só trabalhar com PBL não é o bastante e o suficiente para a eficiência e eficácia de nossa proposta, portanto temos na aplicação da ANDRAGOGIA a pedagogia correta para o desenvolvimento do aprendiz, ou seja, para se manter competitivos na economia do século XXI, empresas, organizações, profissionais e aprendizes têm de enfrentar um desafio em comum. Eles devem atualizar e melhorar, constantemente, suas competências por meio de treinamentos, desenvolvimento profissional e aumento de responsabilidade.
As técnicas andragógicas levam o aprendiz a ter motivação para o uso de suas habilidades e desenvolve sua capacidade de autoavaliação e autocrítica de tal maneira a levar o futuro profissional a ir além de uma pessoa competente, mas sim um individuo seguro de suas habilidades profissionais.
Caminhar na direção da "economia do conhecimento" demanda a utilização de novas abordagens para o aprendizado, desde o uso de cursos pela Internet, até a consideração do local de trabalho como uma sala de aula, e da sala de aula como um lugar para o aprendizado de competências para o ambiente real de trabalho. Dessa forma, a nossa ação educativa não se confundi com a ação da escola formal de ensino básico ou superior, pois nosso foco é a formação profissional.
Diante de tais considerações, conclui-se o papel do instrutor não como um dos mais fáceis de se exercer, afinal é necessário possuir a sensibilidade de saber mesclar pedagogia com andragogia, a responsabilidade de ensinar um jovem em formação e entregar um adulto ao mercado de trabalho. Entretanto a satisfação do resultado obtido será, por certo, sua maior recompensa.
E como saberemos que chegamos? Por meio de um rígido sistema de monitoração das ações e critérios para mensuração de resultados eficazes, aplicado ao término de cada encontro.

 Topo

O Que Fazemos

Trabalhamos por uma sociedade mais democrática e capaz de proporcionar igualdade de oportunidades e direitos, por meio de ações sócio educacionais com adolescentes a partir de 14 anos, em situação de vulnerabilidade social.
O SABER segue, rigorosamente, a legislação em vigor, ou seja, a Lei 8.069, de julho de 1990, a qual dispões sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, garantindo os direitos fundamentais à vida, à liberdade, ao respeito, à educação, à cultura, ao esporte e ao lazer.
Garantimos o direito à profissionalização e à proteção ao menor no trabalho, a partir da obediência ao art. 428 da CLT, cujo contexto dispõe sobre o contrato de trabalho especial.
Portanto, nossas ações educacionais estão estruturadas na formação técnico-profissional, organizada em atividades teóricas e práticas, em conformidade com a Portaria 1005 do MTE, de 2 de julho de 2013, oportunizando às empresas de São Paulo e do Rio de Janeiro eercerem sua responsabilidade com a sociedade e cumprirem a cota de apredizes estabelecida pela Lei 10.097/00 - Lei da Aprendizagem, Decreto 5598/05 e demais portarias.

 Topo

O Programa de Aprendizagem

A legislação 10.097, de 200, isto é, a Lei da Aprendizagem, estabelece cotas para contratação de jovens de 14 a 24 anos e pessoas com deficiência, por empresas públicas e privadas, de médio e grande porte.
As cotas podem variar de 5% a 15% e são calculadas pela totalidade de empregados, excluindo as funções das quais são exigidos trabalhadores de nível superior e técnico; além dos colaboradores em cargo de gerência ou confiança.
Os jovens são contratados por prazo determinado, com registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS, como aprendizes de uma ocupação codificada no Código Brasileiro de Ocupações - CBO e concomitamente inscritos em um programa de aprendizagem responsável por proporcionar, por meio de treinamentos teóricos, o desenvolvimento de competências e habilidades parar o mundo do trabalho e para a CBO no qual está inscrito.
Contrato de aprencizagem é o documento de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, no qual o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 e menos de 24 anos a formação técnico-profissional metódica, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico. Já o aprendiz, fica com as obrigações de executar com zelo e diligência as tarefas necessárias a essa formação. O parágrafo 4º, do artigo 428 da CLT, afirma "A formação técnico-profissional a que se refere o caput deste artigo caracteriza-se por atividades teóricas e práticas, metodicamente organizadas em tarefas de complexidade progressiva desenvolvidas no ambiente de trabalho."

 Topo

Estrutura

Para atendermos a demanda dos jovens aprendizes, oferecemos:

- Salas de treinamento com até 35 mesas, climatizadas, equipadas com TV 60", computador para o mediador e quadro branco
- Um notebook para cada dois aprendizes, com conexão de Internet;
- Recepção e espaço para convivência;
- Sala de atendimento;

 Topo

Portanto, é missão da educação profissional ser a ação educativa que desenvolve competências para o trabalho. Assim, os jovens profissionais estarão preparados para contribuir para construção de uma sociedade mais justa e plural além de suprir as necessidades das empresas, que necessitam de trabalhadores capacitados e engajados no crescimento pessoal e coletivo.
Esse é o propósito que o SABER assume como compromisso diante de seus parceiros.

Endereço:

Rua Conselheiro Crispiniano, nº. 53 - Conj. 83
01037-001 - Centro - São Paulo - SP